Segundo Turno Eleições 2020

Nas eleições municipais, cidades que possuem menos de 200 mil habitantes, não ocorre segundo turno. O candidato mais votado no primeiro turno vence as eleições. Somente os municípios que possuem mais de 200 mil habitantes pode contar com o segundo turno eleições 2020.

A ocorrência de segundo turno funciona apenas para os cargos do poder executivo, como prefeitos, governadores e presidente, que estão no sistema de eleição majoritária. Os cargos para candidatos à senadores, deputados federais e estaduais e vereadores não participam por serem do sistema proporcional de votos.

Segundo Turno Eleições 2020
Segundo Turno Eleições 2020

Eleições 2020

De dois em dois anos os eleitores brasileiros têm encontro marcado com a urna eletrônica. Nas eleições de 2020 os eleitores irão escolher candidatos para ocuparem os cargos de prefeito municipal e vereadores do seu município.

Cada cidade irá eleger um prefeito, e também alguns vereadores. O número de vereadores eleitos, difere de município para município.

Eleições 2020
Eleições 2020

Então preste atenção nas propostas dos seus candidatos e escolha com muita sabedoria quem irá tomar as decisões da cidade onde você mora.

Como funciona o Segundo Turno Eleições 2020

Calendário Eleições 2020O segundo turno das eleições está abordado na Constituição Federal de 1988, nos artigos 28, 29 e 77. Os textos dizem que caso nenhum candidato alcance a maioria absoluta dos votos no primeiro turno, após 20 dias deverá ocorrer o segundo turno.

No primeiro turno podem participar quantos candidatos quiserem, desde que cumprem as regras de filiação, da lei da ficha limpa, de idade, entre outros requisitos. O segundo turno apenas os dois candidatos mais votados na primeira etapa vão disputar o cargo político.

Saiba mais: Para votar no segundo turno, será necessário ter o feito o agendamento da biometria. Isso porque o voto biométrico será obrigatório nas eleições 2020.

Por que ocorre o segundo turno?

O segundo turno das eleições só acontece quando nenhum dos candidatos concorrentes consegue a maioria absoluta dos votos válidos. O primeiro turno é a etapa principal do processo, ele é um momento adicional das eleições.

Os votos contados para ocorrer a segunda etapa do processo eleitoral são apenas os votos válidos, ou seja, os votos nulos e brancos não contam – Saiba como votar nulo. Um dos concorrentes ao pleito precisa atingir 50% mais um dos votos válidos para não haver o segundo turno.

No segundo turno vence o candidato que obter o maior número de votos válidos. Caso um dos concorrentes desista, venha a falecer ou for impedido de concorrer por algum pedido da justiça, o próximo mais votado do primeiro turno será convocado para disputar a segunda etapa eleitoral.

Caso esse próximo mais votado da primeira etapa esteja empatado com outro candidato, será chamado o mais idoso.

Quais as datas previstas para o Segundo Turno Eleições 2020

  • A partir do dia 16 de agosto de 2020, os candidatos podem divulgar seus nomes como pretendentes dos cargos em que disputam e fazer propaganda de rua, nas redes sociais e na internet em geral.
  • Só do dia 26 de agosto de 2020 para frente é que os candidatos terão acesso a propaganda de rádio e televisão.

No dia 2 de outubro de 2020 será o primeiro turno das eleições e no dia 30 de outubro de2020, caso houver, será a data das eleições 2020 para o segundo turno.

Apuração Eleições 2020: Resultado das eleições

Em 2020 teremos a eleição e escolha de novos representantes para o nosso município. E, como vivemos em uma democracia, a cada 4 anos devemos escolher através das eleições, novo líderes para gerir nossas cidades. Nesse momento, deve-se haver o voto consciente, a eleição de pessoas íntegras e com ideologias construtivas a fim de melhor a situação de nossas cidades e consequentemente do nosso país. Conheça ao decorrer dos próximos parágrafos um pouco mais sobre a apuração das eleições 2020.

Apuração Eleições 2020
Apuração Eleições 2020

Além de votar, também é necessária a atenção quanto aos resultados da eleição 2020, pois, dependendo do estilo de administração que o político prometeu adotar, deve haver uma preparação por parte da população, pois, querendo ou não, empecilhos podem ocorrer. Portanto, atente-se aos resultados e prepare para possível situações. Mas como funciona a checagem dos resultados?

Desde que a urna eletrônica foi colocada em prática, em 1996 nas eleições municipais, os resultados das eleições são obtidos de maneira rápida e eficiente. Diminui a dúvida dos resultados e a lentidão causada pela contagem por seres humanos.  Portanto, os resultados serão informados ao público no mesmo dia das votações de 2020 e de maneira mais confiável.

Como Funciona a Apuração das Eleições

A apuração das eleições nada mais é que a contagem dos votos que cada candidato recebeu da população. Esse processo fica a cargo das juntas apuradoras, nomeadas, segundo o Artigo 36 do Código Eleitoral, pelo Presidente do Tribunal Regional.

Os locais de votação e apuração, normalmente, são escolhidos pelos juízes presidentes de cada junta apuradora. Em cidades do interior, o local de apuração dos votos geralmente é o cartório eleitoral e, depois, os arquivos são transmitidos para o TRE (Tribunal Regional Eleitoral). Enquanto nas capitais, os locais são diferentes dos cartórios, porém, mantendo cada circunscrição.

Além disso, a apuração sempre deve ser feita de forma transparente, como toda a população tendo acesso aos resultados ao vivo, evitando fraldes e atos antidemocráticos.

Fique por dentro: nem todo mundo precisa votar – veja quem faz parte do chamado corpo de voto facultativo 2020 e não é obrigado a votar nas eleições.

Resultados Apuração Eleições 2020

O início da apuração das eleições é dado as 17h (de acordo com os 4 fusos horários brasileiros, ou seja, os estados iniciam a apuração separadamente de acordo com o fuso horário que adotam), e a transmissão é realizada desde o começo.

Resultado Apuração das Eleições 2020
Resultado Apuração das Eleições 2020

Os mais variados canais das mais variadas mídias transmitem a apuração. São os mesmos canais que normalmente divulgam as pesquisas eleitorais 2020. Abaixo, alguns locais onde se poderá acompanhar os resultados:

Televisão

  • Band
  • Globo
  • TV Brasil
  • TV Senado
  • TV Assembleia

Rádio

  • Rádio Senado
  • Rádio Jornal
  • Globo FM
  • BandNews
  • Jovem Pan
  • CBN

Sites e Blogs

  • R7.com
  • Terra
  • O Globo
  • Portal G1
  • Uol
  • IG

Também há a possibilidade de verificar os resultados através do aplicativo criado pelo Tribunal Superior Eleitoral.

Vale relembrar mais uma vez que as eleições são responsáveis por alterar socialmente, economicamente e politicamente o nosso país. Portanto deve haver muita responsabilidade no processo de escolha do voto. Avaliando as ideologias do político e seu partido e, além disso, a integridade moral do mesmo.

O primeiro turno ocorre no dia 2 de outubro e o segundo turno, no dia 30 de outubro. E, nos dois casos, a apuração se inicia as 17h do mesmo dia e o resultado é anunciado poucas horas depois.

Voto Facultativo: Quem é obrigado a votar em 2020

O Brasil é um dos poucos países do mundo onde o voto ainda não é facultativo para a maioria dos eleitores. Para muitos, votar é uma atividade incômoda ou desinteressante. Contudo, não são todos os brasileiros que obrigatoriamente devem comparecer às eleições, graças ao chamado Voto Facultativo. Portanto, saiba um pouco mais sobre quem é obrigado a votar nas eleições 2020, e entenda melhor como funciona o voto facultativo.

Quem não é obrigado a votar?
Quem não é obrigado a votar?

Quem é obrigado a votar

Segundo nossa legislação, todos aqueles maiores de 18 anos e menores de 70 anos, salvo algumas exceções, é obrigado a votar. Caso não compareçam à votação, eleitores faltosos deverão se justificar o voto das eleições 2020 determinado pela Justiça Eleitoral. Porém, se o eleitor não se justificar, ficará sujeito a uma multa de cerca de 3% a 10% de 33,02 UFIRS (Unidade Fiscal de Referência), que atualmente equivale entre R$1,06 e R$3,51. E, se não pagada a multa, o eleitor ficará limitado de algumas ações, como:

  • Inscrição em concurso público;
  • Obtenção de carteira de identidade ou passaporte;
  • Recebimento de remuneração, salário ou vencimentos;
  • Renovação de matrícula em instituições de ensino fiscalizadas pelo estado;
  • Práticas de atos onde é exigido a quitação do imposto de renda ou do serviço militar;
  • Participação em concorrência administrativa ou pública;
  • Obtenção de certidão de quitação eleitoral;
  • Obtenção de documentos diante de qualquer repartição diplomática;

Além disso, o eleitor terá seu título cancelado caso não vote e nem justifique em três eleições seguidas.

Pessoas maiores de 16 anos, porém menores e 18 anos, maiores de 70 anos e analfabetas não são obrigadas a votar, porém, podem participar do ato, ou seja, nesses casos, o voto é facultativo.

Voto Facultativo

O voto passa a ser facultativo quando os eleitores completam 70 anos de idade. A partir dessa idade, eles ainda possuem o direito de votar e exercer a sua cidadania, mas não são mais obrigados a participar do pleito eleitoral.

O voto também é facultativo para jovens entre 16 e 18 anos de idade. Durante essa idade, não é obrigatório participar das eleições, mas o jovem pode participar, caso faça o seu título eleitoral

Quem não é obrigado a votar em 2020

Não precisam participar das eleições os cidadãos brasileiros que:

  1. Tenham menos de 18 anos de idade;
  2. Tenham mais de 70 anos de idade;
  3. Portadores de deficiência com extrema dificuldade de locomoção podem solicitar a participação perante à justiça eleitoral uma certidão de quitação eleitoral sem prazo de expiração. Poderá assim exercer seus direitos normalmente sem ter que passar pelo penoso processo eleitoral.

Quais portadores de deficiência são obrigados a votar

Portadores de deficiência também são obrigados a votar. Porém, caso a condição em que a pessoa se encontra impossibilite o ato ou o torne muito difícil, ela não será penalizada por não votar. Para isso, deverá comparecer (ou enviar um procurador) ao juiz eleitoral como um documento que comprove o porte de sua deficiência e receberá uma certidão de quitação eleitoral sem prazo de validade.

Vale lembrar que, exceto com autorização da justiça eleitoral, o voto de deficientes não é facultativo. O portado de deficiência também é obrigado a participar do processo eleitoral normalmente.

Contudo, os deficientes que queiram e possam votar, poderão praticar a ação com um acompanhante, inclusive dentro da cabine eleitoral, para auxílio na prática.

Pessoas com mobilidade reduzida também são obrigadas a votar, porém, deve-se criar um local de votação adaptado. A acessibilidade ao local de votação é prevista por lei desde dezembro de 2004, no artigo 21 do decreto nº 5296.

Como saber se o local de votação 2020 é adaptado? – Basta consultar na justiça eleitoral da sua cidade. Além disso, todos pontos de votação precisam ser adaptados.

Além disso, há, desde 2012, o programa de Acessibilidade, criado pela Justiça eleitoral para garantir acesso às votações por portadores de deficiência e mobilidade reduzida.

Apesar de soar incomodo, o voto deve ser praticado, pois é uma forma de celebramos a democracia. Portanto, apesar de poder facilmente justificar sua ausência ou o valor da multa por não votar ser relativamente baixo, não se deve deixar de votar.

A democracia foi conquistada com muita luta e, em alguns casos, sangue derramado durante todo nosso século XX. Por isso, não se deve deixar de votar e praticar a democracia, pois seu voto ajudará a mudar o resultado das eleições 2020. Nosso direito de voto foi conquistado com luta, agora se deve conquistar uma boa administração pública. Utilize o voto conscientemente.

Valor da Multa por Não Votar

Com as voltas que a política tem dado hoje no mundo, fica muito difícil reeleger alguém, na dúvida muitas pessoas deixam de votar a fim de não dar o seu voto a nenhum candidato, mas se você não votou, terá que pagar uma multa por isso, o pagamento desta multa incide em caso de falta de voto, de maneira que você não tenha justificado a sua ausência no prazo de até 60 dias após a eleição. Nesse artigo iremos falar sobre o Valor da Multa por Não Votar.

O pagamento desta multa pode ser realizado em qualquer casa lotérica, agência bancaria ou até mesmo nos correios, mas para realizar o pagamento é preciso que esteja aos seus cuidados o GRU – Guia de Recolhimento da União, documento este solicitado em qualquer posto de atendimento ou em qualquer cartório eleitoral.

Valor da Multa Por não Votar
Valor da Multa Por não Votar

Qual é o valor da multa por não votar?

O valor da multa por não votar varia por turno de R$ 1,05 até R$ 3,51, valor simbólico para justificar a ausência do seu voto.

Valor da Multa por não Votar
Valor da Multa por não Votar

Documentos Necessários

Os contribuintes que deixaram de votar duas vezes seguidas sem justificar, devem preencher o “Requerimento de Justificativa Eleitoral Pós Eleição”, que pode ser obtida em qualquer cartório ou posto eleitoral.

Neste caso anexe um documento que justifique a sua ausência mais um documento de identificação com foto.

O contribuinte que ficar sem votar sem justifica durante 3 anos, tem o título de eleitor cancelado, leve comprovante de residência e o seu título de eleitor.

Veja também:

Quais consequências de não pagar a multa?

O eleitor que não realizou nem a justificativa nem o pagamento da multa, fica em debito com a Justiça Eleitoral, não podendo solicitar a certidão de quitação eleitoral, ficando assim, impedido de solicitar qualquer documento e receber salário, principalmente ser for funcionário público.

Muitas pessoas deixam de votar porque estão a trabalho em outra região, mesmo nesse caso, é importante que seja apresentada uma justificativa em qualquer cartório ou posto de atendimento, próximo onde está agendado, pois neste caso você não precisará pagar a multa.

Não poderá solicitar documentos
Não poderá solicitar documentos

Mas se não tiver jeito ou como se deslocar para votar, assim que finalizar o processo de eleição, realize o pagamento da multa para que não fique com a situação irregular vinculada ao seu CPF. O pagamento da multa já regulariza a situação do cidadão.

Todos nós temos direito de expressamos a nossa opinião quanto aos nossos representantes, se você deixou de voltar porque não tinha nenhum candidato em mente, compareça pelo menos para justificar o seu voto ou se não for votar realize o pagamento da multa.

O voto é um dos maiores atos de democracia que tivemos na história, é através do mesmo que você escolhe qual vai ser o rumo da sua cidade nos próximos anos. Analise os candidatos e escolha um que atenda aos requisitos de melhoria de sua cidade, somos nós que definimos os próximos Governantes do nosso país, por isso, se deixou de votar porque realmente não tinha condição de comparecer e dar o seu voto, tudo bem! Realize a sua situação através do pagamento da multa.

Lembre-se: que não realizou o recadastramento biométrico até o prazo, não poderá votar. Para evitar de ser impedido de votar, confira como realizar o agendamento biométrico no tribunal eleitoral da sua região.

Como Votar Nulo em 2020?

Como Votar Nulo em 2020 – As eleições se aproximam e muita gente opta em votar nulo, principalmente com os atuais partidos que tem se candidatado hoje, porém na hora da votação na urna eletrônico, não existe nenhum botão para voto nulo. Muitas pessoas têm dúvidas em relação a isso, dessa forma, nesse artigo iremos lhe informar como votar nulo em 2020.

Como Votar Nulo?
Como Votar Nulo?

Como Votar Nulo 2020?

O eleitor que procura como votar nulo precisa apenas votar no número de um candidato que não exista. Assim o voto é computado como “Número Errado – Voto nulo“, e deixa de contar na média geral das eleições. O que muitas pessoas não sabem e que o voto nulo é considerado voto inválido nas eleições e deixa de ser contabilizado na média dos votos válidos.

O voto nulo significa insatisfação do eleitor com os candidatos e partidos que estão concorrendo as eleições, por não possuírem opção de voto, preferem não votar em candidato algum.

O voto nulo não consegue anular uma eleição.

Existe um mito de que se mais de 50% dos votos de uma eleição forem anulados, a eleição também é anulada e por tanto uma nova data das eleições 2020 seria marcado. Porém trata-se apenas de um mito, pois a eleição continuará valendo.


Conheça a Principal Consequência de Votar Nulo

Votar nulo, na prática, significa que o eleitor está abrindo mão de participar do processo eleitoral.

O voto nulo é considerado um voto inválido, e não é considerado no processo eleitoral.

O voto nulo não é somado a média de nenhum dos candidatos da eleição. Isso funcionava dessa forma no passado, mas as eleições 2020 já não funcionam mais dessa forma

Votar nulo anula a eleição?

Não. Muitas pessoas acreditam que se mais de 50% das pessoas votarem nulo em uma eleição, a eleição será anulada, e terá de ser feita uma nova eleição. O TSE, porém, esclarece que anular o voto não cancela a eleição, e isso é apenas um mito.

O voto “Nulo” é considerado um voto inválido, portanto, não entra na contagem oficial dos votos, nem anula a eleição;

Entenda a diferença de voto nulo e voto anulado

O voto nulo é o voto que prefere não se colocar diante dos candidatos. Ou seja, não dá o seu voto a nenhum partido, prefere-se o deixar em branco. Já o voto anulado é o validado e conta ao candidato que mais possui votos e está a frente.

Porém vale lembrar que o voto nulo, na verdade, apenas deixa de ser computado.

Portanto, estatisticamente, ele deixa o candidato que tem mais votos mais perto de vencer, ao invés de atrapalhar os planos dele, como muita gente acredita.


O que é voto em branco? qual é a diferença do voto em branco para o nulo?

  • O voto em branco é quando o eleitor decide não eleger ninguém. Sendo assim, o seu voto é realmente em branco, não entrando para a contagem do resultado das eleições 2020.
  • O voto nulo é considerado o voto de protesto, votando no número de um candidato que não existe, mas acaba também não entrando para a contagem da apuração das eleições.

Na contagem dos votos, tanto os votos brancos como nulos são considerados como votos inválidos, não entrando na contagem dos votos. Na prática, não existe diferença nenhuma entre votar branco ou nulo.

O voto em branco é como se o eleitor tivesse assinado voto a nenhum candidato, sendo assim, o mesmo vota porem não elege nenhum dos candidatos nas eleições 2020. O voto branco não é considerado um voto válido, por isso dá no mesmo que votar em branco.

Como Anular o Voto

Então se você ainda não possui um candidato (a) em mente que realmente mereça o seu voto analise qual o tipo de voto você irá optar. Lembrando que o voto em branco anula a contagem para qualquer candidato, de forma que, o seu voto realmente não seja contabilizado na estatística.

Da mesma forma, o voto nulo também é considerado um voto inválido, não entrando para a contagem oficial dos votos.

Mas nem sempre foi assim: antes de constituição de 1988, os votos brancos eram contabilizados para o candidato ou partido que está atualmente no poder, como um voto de conformismo, e o voto nulo era contabilizado como um voto de protesto. Hoje, porém, nenhum dos votos brancos ou nulos serve para anular a eleição, nem para mudar a classe política do país.

Vale a pena votar nulo?

Se você estiver realmente indeciso sobre quem é o melhor candidato para assumir um cargo político, anular o voto pode ser a única saída. Vale lembrar que quem não vota nem justifica o voto, não tem direito a receber a certidão de quitação eleitoral, que é obrigatória para uma série de procedimentos, como por exemplo, emissão de passaporte.

Como Anular o Voto

Como anular o voto – O clima político no Brasil está muito instável, com novas investigações de crimes feitas a todo momento, e muitas pessoas atualmente não se sentem representadas por nenhum candidato ou partido no cenário político. Por isso, é natural que as pessoas reflitam que nenhum político mereça seus votos e decidam anular, o que é previsto pela Constituição de 1988. Então, para tirar suas dúvidas a respeito disso, nesse artigo iremos lhe ensinar como anular o voto.

Para anular o voto, basta seguir alguns passos que são bastante simples e que irão garantir com que você não concretize seu direito de não escolher nenhum representante político em uma eleição. Exercendo uma espécie de protesto pela atual situação política que o Brasil se encontra.

Como Anular o Voto
Como Anular o Voto

Votar Nulo anula a eleição?

É importante ressaltar que diferente do que algumas pessoas pensam o voto nulo não anula a eleição. Mesmo que mais de 50% dos eleitores votem nulo, a eleição não é anulada.

Como Anular o Voto
Como Anular o Voto

Segundo o Código Eleitoral, artigo 224 da Lei nº 4.737 de 15 de julho de 1965. Uma eleição somente perde a sua validade quando é comprovado algum tipo de fraude. Como compra de votos ou ainda alteração na urna. Ou então, devido a conflitos que os candidatos poder tenham tido com a Justiça Eleitoral.

Por isso, não pense em anular o voto achando que terá novamente as eleições 2020, já que isso não irá ocorrer.


Como Votar Nulo

Agora, caso você realmente esteja insatisfeito com os candidatos que concorrem ao cargo político e não tenha preferência por nenhum deles, querendo por conta disso saber como votar nulo no dia da eleição, você deve seguir os seguintes passos:

Como não há nenhum botão de anulação de voto na urna eletrônica, você deve digitar no terminal um número que não corresponda a nenhum partido político ou candidato, dessa maneira o sistema não irá reconhecer o seu voto.

Como Anular o Voto

Se você quer anular seu voto para vereador, basta:

  • Digitar o número de um candidato que não existe (como por exemplo, “00000”) e apertar confirmar;
  • Caso pretenda anular o seu número para Prefeito, terá que digitar o número de 4 dígitos que não existe (como por exemplo, “0000”).
  • Por fim, caso seja uma anulação para Governador ou Presidente, serão apenas dois números que você deve digitar, como 00 e depois confirmar na tecla verde.

Quando você digitar esses números que não estão cadastrados com nenhum partido político ou ainda candidato nessa eleição, o terminal irá autenticamente colocar uma mensagem de número inexistente, e pedirá que corrija seu voto. Caso esteja convicto da sua votação nula, basta ignorar esse recado e clicar novamente no botão verde. Desse modo, o sistema irá interpretar o seu voto como nulo e você irá exercer a sua ação apartidária.

É importante ressaltar que apesar de nos termos políticos, o voto nulo não contar como voto válido em uma eleição e não entrar nas estáticas de votantes. Ele pode influenciar em uma eleição, já que irá ajudar o candidato com mais votos a vencer a eleição ainda no primeiro turno. Por isso, tenha isso em mente quando for votar nulo em uma eleição.

Lembre-se: mesmo que você não se sinta representado por nenhum candidato ou partido político, votar nulo ou branco ainda é importante para manter seus direitos políticos, como por exemplo:

Certidão de Quitação Eleitoral – Negativa

A certidão de quitação eleitoral mais conhecido também como comprovante eleitoral é um documento que pode ser emitido pela à internet, diretamente no site do Tribunal Superior Eleitoral ou em qualquer cartório eleitoral da sua região. Nesse artigo iremos falar especificadamente da Certidão de Quitação Eleitoral – Negativa, confira abaixo.

Esse documento é o principal comprovante de que o eleitor está em dia com a Justiça Eleitoral, ou seja, que o CPF do mesmo está com a situação regular. Caso o eleitor esteja irregular, a certidão só poderá ser emitida após a regularização do mesmo.

Certidão de Quitação Eleitoral - Negativa
Certidão de Quitação Eleitoral – Negativa

Como emitir a Certidão de Quitação Eleitoral – Negativa?

Para emitir a Certidão de Quitação Eleitoral – Negativa, o eleitor pode comparecer a qualquer posto de atendimento ou cartório eleitoral com o seu título de eleitor e documento oficial com foto, certidão de nascimento ou casamento e carteira de trabalho.

Se o eleitor estiver com a sua situação irregular, pode ser que seja solicitado outros documentos, tais como comprovante de residência ou certidão de quitação militar no caso dos homens, outros documentos podem ser solicitados de acordo com a irregularidade.


Como emitir certidão de quitação eleitoral online?

Para emitir a certidão eleitoral online basta acessar o site do tribunal superior eleitoral (www.tse.jus.br), ao entrar no portal o eleitor deverá ler as condições, selecionar logo em seguida que leu os termos e que deseja emitir e validar a certidão de quitação eleitoral, em seguida clicar em emitir a certidão.

Portal Tribunal Eleitoral
Portal Tribunal Eleitoral

Para emitir o documento é necessário:

  • Realizar o preenchimento correto de todas as informações de acordo com o título do eleitor;
  • Em seguida clicar em emitir certidão.

Se a certidão de quitação eleitoral não for emitida o eleitor deverá comparecer a um posto de atendimento eleitoral ou um cartório eleitoral para finalizar e validar a sua solicitação.

Sendo assim, você precisará:

  • Selecionar novamente o campo “Li os temos e desejo emitir ou validar a certidão de quitação eleitoral”;
  • Em seguida clique em validação de certidão;
  • Preencha todos os campos apresentados e clique na opção validar.
  • E pronto! Seu documento será gerado e emitido com sucesso!

Comprovante de quitação eleitoral

  • O comprovante ou a certidão de quitação eleitoral pode ser emitida pela à internet no passo a passo acima.
  • Ou se preferir você pode comparecer a qualquer cartório eleitoral ou tribunal superior eleitoral próximo a sua residência para a solicitação do documento.

O mesmo é utilizado como comprovante da sua situação eleitoral, através do documento o contribuinte comprova se o seu CPF está regular ou não.

A Certidão de Quitação Eleitoral – Negativa é um documento que comprova que o eleitor está quite diante a Justiça Eleitoral. O eleitor quite é aquele que em todas as eleições votou. Ou que em caso de ausência justificou a Justiça Eleitoral o motivo. Esse documento é exigido em determinadas situações da vida civil, como:

  • Tomar posse de cargos públicos;
  • Solicitar e tirar passaporte;
  • Concorrer a cargos eletivos;
  • Entre outros.
Comprovante de Quitação Eleitoral
Comprovante de Quitação Eleitoral

Todo o processo de emissão e solicitação é realizado online no próprio site do Tribunal Superior Eleitoral. Basta seguir o passo a passo acima que você verá como é simples e fácil emitir a sua certidão de quitação eleitoral.


Voto obrigatório

Vale lembrar que o voto no Brasil, antes de ser um direito do cidadão, é uma obrigação do eleitor. Ao deixar de votar, o cidadão perde uma série de direitos importantes, como por exemplo, de emitir certos documentos.

Mesmo se você não se sinta representado por nenhum candidato, é importante comparecer ao local de votação para votar nulo ou branco para não perder seus direitos políticos. Caso não saiba como anular o voto, confira nosso tutorial explicando o passo a passo.

Como Saber o Local de Votação 2020

De dois em dois anos todo cidadão brasileiro precisa realizar seu dever e votar em algum candidato de sua escolha. O problema é que chega o dia da votação, muitos eleitores não sabem em quem votar, e optam pelo voto nulo. Ou não sabem onde fica sua seção eleitoral para votar, e para lhe ajudar, neste artigo iremos falar sobre como saber o local de votação.

O eleitor tem três jeitos de descobrir qual seu local de votação para votar nos candidatos, pode ser pela internet pelo portal do Tribunal Superior Eleitoral, o TSE. No site do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do seu Estado, pela Central de Atendimento ao Eleitor ou ir até o cartório eleitoral em que está situado sua inscrição.

Como Saber o Local de Votação
Como Saber o Local de Votação

Como Saber o Local de Votação

Caso o eleitor queira entender como saber o local de votação, basta seguir os passos indicados abaixo:

  • Acesse o Tribunal Superior Eleitoral ou pelo Tribunal Regional Eleitoral do seu Estado;
  • Clique no menu em “serviços ao Eleitor” e em seguira em “Título e local de votação” na página;
  • Clicando neste assunto, o eleitor pode escolher em encontrar seu local para votação pelo número do título de eleitor, pelo nome do eleitor ou pela zona que ele vota.
Como Consultar o Local de Votação
Como Consultar o Local de Votação

Para conseguir encontrar o local para votação, o eleitor precisa digitar corretamente todos os dados pedidos na página, até mesmo a uso correto de acentos do nome do eleitor é necessário, caso contrário nada será encontrado.

Caso o eleitor escolha encontrar o seu local de votação pelo número do seu título. O site oficial do TSE pede que o eleitor coloque o número do seu título, nome completo da mãe e a data de nascimento do eleitor.

Caso o título de eleitor não tenha o nome da mãe escrito, basta:

  • Marcar a opção “não consta/em branco”;
  • Introduza as letras e números que aparecem na imagem e clique em “consultar” que o local de votação do eleitor, zona e seção aparecerão na tela.

É importante lembrar também que em 2020, para votar, será necessário que o eleitor já tenha feito seu recadastramento Biométrico. Para isso, é necessário fazer o agendamento biométrico no TRE da sua cidade e cadastrar suas impressões digitais.


Consultar Local da Votação por Nome

Se o eleitor não souber o número do seu título, não tem problema. O site do TSE dá a opção para que qualquer eleitor consiga encontrar seu local de votação por nome.

  • Basta encontrar o link que estiver escrito “Consulta por nome”;
  • Escrever o nome completo;
  • Data de nascimento e nome da mãe completo, caso esteja no título do eleitor.

Se não tiver, novamente marque o quadrado que está escrito “não consta/em branco”.

Consulta por Nome
Consulta por Nome

Insira as letras que estão na imagem e clique em “consultar”. Lá vai aparecer todos os dados necessários que o eleitor precisa para o dia das eleições, como:

  • Zona eleitoral;
  • Seção;
  • Entre outros.

Consultar Local da Votação por Zona de Seção

A consulta por zona eleitoral também pode ser requerida, contudo não há esta opção no site do TSE.

O eleitor poderá encontrar no site do tribunal Regional Eleitoral do seu Estado, mesmo assim não é certo que encontrará. Esta opção não está disponível nos sites de todos os Estados.

Para saber se o site do TRE do seu Estado tem essa opção, vá em:

  • “Título e local de votação”;
  • Logo após vai aparecer “Locais de votação” ou “Consultar por zona eleitoral”;
  • Caso não tenha essa opção, o site do Tribunal do seu Estado não tem esse tipo de consulta;
  • Caso apareça, o eleitor poderá consultar seu local de votação digitando o número da zona eleitoral – que está presente no título de eleitor -.
  • Clicar em “consultar”.

Devemos lembrar que caso você deixe de votar, por não achar o local de votação ou por não possuir algum candidato, você pagará uma multa por não votar. Para isso não acontecer se programa antecipadamente.

Como Justificar o Voto nas Eleições 2020

De dois em dois anos o eleitor precisa comparecer às urnas eleitorais para escolher seus representantes políticos. Ora as eleições são para eleger candidatos à prefeito do seu municipio e vereadores, ora são para deputados e presidente. Caso você não vote, ou haja algum problema em relação a isso, iremos explicar neste post como justificar o voto nas eleições 2020, confira!

As datas das eleições 2020 são amplamente divulgadas pela justiça eleitoral e os cidadãos são informados de todos os detalhes para o pleito. Para votar é simples, basta procurar o seu local de votação, seção e zona eleitoral e escolher o melhor candidato. Você deve escolher quem governe sua cidade, estado ou nosso país de forma correta.

Como Justificar o Voto nas Eleições
Como Justificar o Voto nas Eleições

Entretanto, acaba que no dia do pleito eleitoral, muitos brasileiros estão fora da sua cidade de votação e não podem exercer o seu direito ao voto. O que fazer? Vamos aqui neste texto explicar como justificar o voto nas eleições para que você fique em dia com a justiça eleitoral.


Quem Precisa Justificar o Voto

Se o eleitor não estiver na sua cidade de votação no dia da eleições 2020, ele precisará justificar a sua ausência, afinal isso é necessário porque o voto no Brasil é obrigatório. A justificativa deve ser entregue somente no dia da eleição e deve ser feita por qualquer eleitor que não esteja em seu domicílio eleitoral.

Caso haja segundo turno no município, no Estado ou no país e o cidadão também não esteja presente em seu domicílio eleitoral, precisará justificar novamente. A justificativa é feita em um formulário chamado Requerimento de Justificativa Eleitoral (RJE).

O formulário pode ser encontrado gratuitamente nos locais de votação, nos postos de atendimento ao eleitor, nos pontos de justificativa, nos cartórios eleitorais ou online nas páginas oficiais do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ou nos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs).


Onde Justificar o Voto

O eleitor precisa estar com o seu título eleitoral, um documento de identificação e entregar o requerimento em qualquer seção eleitoral em que estiver.

Os TREs e os juízes eleitorais fazem uma ampla divulgação dos locais para que o eleitor entregue o formulário de justificativa.

Participar das eleições
Participar das eleições

Qualquer documento válido em território nacional que possua foto é aceito para apresentar como identificação. Certidões de nascimento e de casamento não são aceitos. Caso você não vote ou não justifique o motivo por não ter votado, deverá pagar o valor da multa por não votar, que é de cerca de R$ 3,41. Fique atento a data das eleições!

Justificativa no dia das eleições

O eleitor que justificar o voto no dia das eleições em qualquer local – fora do seu domicílio eleitoral. Escolhido pela justiça eleitoral ou nas seções eleitorais para receber o formulário não precisa de qualquer outra comprovação posterior as eleições.

Caso o eleitor esteja fora de seu domicílio eleitoral no primeiro e segundo turnos – caso tenha segundo turno – ele precisa justificar o voto nas eleições nos dois turnos, separadamente.

Justificativa após eleições

Se o eleitor não puder nem votar em seu domicílio eleitoral e nem justificar a sua ausência no dia das eleições. Ele poderá entregar, no prazo de 60 dias após o turno da votação em que não compareceu, o formulário de justificativa. O eleitor poderá fazer pessoalmente ou enviando por Correios ao juiz da zona eleitoral em que é inscrito.

Não sabe em quem votar? Descubra então:

Além do formulário, o eleitor deverá entregar algum documento que comprove a sua ausência e impossibilidade de votar e justificar no dia da votação.

Como justificar o voto no exterior

Há também os casos em que o eleitor está no exterior no dia da eleição e não pode nem votar e nem justificar sua ausência no dia.

Para isso, o eleitor brasileiro que está fora do país deve enviar o formulário no cartório eleitoral do seu domicílio por Correios nos mesmos prazos citados para justificativa pós-eleições ou dentro de 30 dias antes de voltar para o Brasil.

Voto no exterior
Voto no exterior

Caso o eleitor more fora do país e esteja inscrito em uma zona eleitoral do exterior, ele não precisa justificar sua ausência em eleições municipais.

Quer fazer parte do processo democrático brasileiro? Então inscreva-se para ser um mesário voluntário em 2020 e faça parte do processo seletivo mais importante de todo o país!

Documentos Necessários

Para justificar a ausência no dia da votação, o eleitor precisa levar o Requerimento de Justificativa Eleitoral (RJE), um documento de identificação com foto e o título de eleitor – ou somente o número dele – e entregar em alguma zona eleitoral (no dia da votação) ou no cartório eleitoral do seu domicílio após eleição.

Data das Eleições 2020

No ano de 202 teremos mais uma eleição para escolha de nossos candidatos a prefeito e vereador. Mas, antes disso, será eleito o 38º presidente de nossa querida república, fundada em 15 de novembro de 1889. Então é muito importante que você saiba a datas das eleições 2020.

Nossas eleições são realizadas de maneira direta, ou seja, com a participação do povo, desde 1989 e, em 2020, não será diferente. Portanto, atente-se quanto as datas do maior movimento democrático de nossa nação. Confira a seguir a data das eleições 2020 e não perca a change de fazer a diferença.

Data das Eleições 2020
Data das Eleições 2020

Calendário Eleitoral 2020

Aprovado desde o dia 10 de novembro de 2015 pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral), o calendário eleitoral 2020 detalha com exatidão todas as datas dos eventos referentes às eleições de 2020. Porém, tais data podem sofrer alteração, mas, caso ocorra, será divulgado com antecedência pelo TSE.


Data das Eleições 2020

Se você não sabe ainda qual será o dia das eleições 2020 no brasil, fique então sabendo que segundo a pesquisa eleitoral 2020, entre as data das eleições 2020 encontradas no calendário, temos a seguir as principais:

Dia das eleições 2020 no Brasil

  • 01/01/2020 – As pesquisas passam a ser obrigatoriamente registradas pelo TSE ou pelo TRE (Tribunal Regional Eleitoral), tornando-se mais confiáveis;
  • 04/05/2020 – Fim do prazo para solicitação de inscrição ou alterações do título de eleitor. Além disso, também finaliza o prazo para a trocar o domicílio eleitoral, regulamentar a situação ou solicitar transição para Seção Eleitoral Especial (área onde eleitores deficientes ou com mobilidade reduzida efetuam a votação);
  • 13/06/2020 – Início da nomeação dos integrantes das mesas receptoras. Essa nomeação finaliza dia 03/08;
  • 03/08/2020 – Fim do prazo para solicitação de segunda via do título de eleitor fora do domicílio eleitoral;
  • 22/09/2020 – Fim do prazo para solicitação de segunda via do título de eleitor dentro do domicílio eleitoral;
  • 02/10/2020 – Votação Primeiro turno;
  • 05/10/2020 – Último dia de justificação para mesários que abandonaram a votação.

Lembrando que os resultados das eleições 2020 serão apresentados ainda no dia 02/10, durante a noite.


Data do Segundo Turno Eleições 2020

Caso nenhum dos candidatos atinja maioria absoluta nas urnas. Ou seja, excluindo votos brancos e nulos, nenhum dos candidatos atingir 50% dos votos mais um, ocorrerá o segundo turno eleições 2020.

No segundo turno, somente os dois candidatos mais votados disputam. Além disso, eles têm menos de um mês para fazer propaganda eleitoral tanto paga, quanto gratuitamente na TV e rádio.

O segundo turno em 2020 ocorrerá no final de outubro, no dia 30, e seu resultado. Assim como no primeiro turno, é anunciado no mesmo dia durante o período da noite. Leia mais:


Início e Fim da Propagando Eleitoral

Garantida por lei e usufruída de maneira massiva pela maioria dos políticos, as propagandas eleitores ocorrem no primeiro e no segundo turno e suas datas também estão previstas no calendário eleitoral 2020.

  • Primeiro turno
  • 16/08/2020 – Início a propagando eleitoral;
  • 26/08/2020 – Início da propagando eleitoral gratuita através do rádio e televisão;
  • 29/09/2020 – Fim da propaganda eleitoral gratuita através do rádio e televisão;
  • 30/09/2020 – Fim da propaganda eleitoral;
  • Segundo turno
  • 03/10/2020 a partir das 17h – Início a propagando eleitoral, inclusive a gratuita;
  • 28/10/2020 – Fim da propaganda eleitoral gratuita através do rádio e televisão;
  • 29/10/2020 – Fim da propaganda eleitoral;

Além de ser o maior evento de nosso sistema democrática, as eleições decidem como será a gestão econômica, social e política de nosso país durante quatro anos, portanto, vote consciente, pois o futuro da nação está em jogo.